27 de junio: Huelga General en Portugal y reivindicación de elecciones anticipadas para conformar un gobierno patriótico y de izquierda. Comunicado del Partido Comunista de Portugal.

http://www.solidnet.org/portugal-portuguese-communist-party-/4193-portuguese-cp-statement-by-the-political-committe-of-the-pcp-general-strike–call-to-the-portuguese-workers-and-peopleq-pt-en

 
PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS

Comunicado da Comissão Política do Comité Central do PCP

Apelo aos trabalhadores e ao povo português

Terça 25 de Junho de 2013

A Comissão Política do Comité Central do PCP apela aos trabalhadores e ao povo português para uma grande participação na Greve Geral da próxima quinta-feira, dia 27 de Junho, convocada pela CGTP-IN e que congrega um apoio crescente e generalizado.

É hora de dizer Basta!

Basta à política de direita praticada nos últimos 37 anos que empurrou Portugal para o declínio.

Basta à política dos PEC e ao Pacto de Agressão, subscrito por PS, PSD e CDS, que acentua todos os dias a degradação da situação do País, aumenta a exploração dos trabalhadores, o retrocesso social e o declínio nacional, compromete a vida de milhões de portugueses, o futuro do País e das novas gerações.

Basta de desemprego que atinge mais de um milhão e meio de trabalhadores e da recessão económica que se aprofunda.

Basta de diminuição dos salários e de outras remunerações, de aumento da precariedade, de facilitação dos despedimentos, incluindo a tentativa de dezenas de milhares de despedimentos na Administração Pública, de aumento do horário de trabalho, ao aumento da idade da reforma, de novas penalizações na protecção social com menos apoio na doença e no desemprego, de uma redução ainda maior do valor das reformas e pensões.

Basta de medidas dirigidas contra os trabalhadores, os reformados e a população que atingem a vida de centenas de milhar de famílias, arruínam milhares de PME, afundam ainda mais a economia nacional.

Basta de privatizações, desmantelamento das funções sociais do Estado, em particular o Serviço Nacional de Saúde, a Escola Pública e da segurança social.

Basta de exploração, corrupção, compadrio, tráfico de influências, de uso dos dinheiros públicos para enriquecimento pessoal e promiscuidade entre interesses políticos e económicos.

Basta de política de direita, ao Pacto de Agressão, que não visam outra coisa senão favorecer os interesses do grande capital nacional e transnacional.

Tudo o que estão a impor visa acumular os lucros da capital financeiro, saquear os recursos nacionais, ao mesmo tempo que afunda ainda mais o País. O Governo PSD/CDS age à margem e contra a Constituiçãoda República. É um governo e uma política que estão a mais.

Em cada dia que passa é cada vez mais evidente a urgência de interromper este rumo para o desastreeconómico e social. É necessária e inadiável a demissão do Governo, a realização de eleições antecipadas para a Assembleia da República, a rejeição do Pacto de Agressão e a ruptura com a política de direita. É possível concretizar uma política e um governo patrióticos e de esquerda.

A Greve Geral do próximo dia 27 de Junho é uma oportunidade para dizer Basta.

Uma afirmação de dignidade e vontade de mudança.

Uma expressão de vontade e de determinação de todos quantos exigem um futuro digno para si e para as gerações futuras.

A Comissão Política do Comité Central do PCP apela para que, com a adesão à Greve Geral, cada um faça ouvir a sua voz, e afirme com a sua determinação que há um País que não se resigna, nem se cala perante o roubo dos salários e rendimentos, perante a liquidação de direitos sociais e injustiças.

Apelamos a que cada um faça ouvir a sua voz, com a sua participação nas concentrações e manifestações convocadas pela CGTP-IN em todo o País, a exigência de um futuro melhor.

Pelo emprego, os salários, os direitos, a contratação colectiva, a segurança social e os serviços públicos.

Contra a exploração e o empobrecimento.

Pela demissão do Governo, a realização de eleições antecipadas, pela mudança de política, por um Portugal com futuro.